O café é uma das bebidas mais consumidas do planeta. Enquanto no Brasil o hábito é preparar a infusão com grãos moídos, em muitos países o consumo é baseado, predominantemente, no café solúvel – aquele que pode ser diluído, diretamente, em água ou leite. São mais de 100 os países de destino das exportações, quem pedir um café em um deles, provavelmente vai degustar o produto brasileiro.

Para reforçar o potencial de qualidade, variedade e tecnologia do produto brasileiro, o gad’, uma das mais importantes consultorias de marca do país, desenvolveu uma marca setorial para o café solúvel brasileiro, para ser usada no mercado interno e, especialmente, no exterior. O projeto foi desenvolvido para a Abics (Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel).

Com o mote “Explore&Enjoy”, o conceito da marca tem como essência promover a experiência de consumo do produto, mostrando a variedade de processos produtivos e de tipos de grãos de café presentes unicamente no Brasil e a riqueza de possibilidades no uso em receitas. Um selo vai estampar as embalagens do produto exportados, assegurando a origem e qualidade.

A marca ganhou também uma versão em português – “Crie&Curta” – para aplicações no mercado interno. O projeto do gad’ foi desenvolvido em 4 meses e incluiu o Diagnóstico, Estratégia e Identidade da Marca.

“A força da estratégia está em demonstrar a variedade de processos, grãos e possibilidades de receitas, destacando a criatividade que permite explorar diversos usos, de sobremesas a drinques. Ressaltamos também os atributos de versatilidade, força e presença do sabor”, destaca Luciano Deos, presidente do gad’.

O principal enfoque de divulgação é internacional, em eventos, degustações em embaixadas brasileiras e apresentações do produto em feiras de bebidas e café. O projeto é patrocinado pela ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), que atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.  

O café solúvel é o 12o produto do agronegócio mais exportado pelo país. A produção está concentrada em 6 grandes players do setor (Nestlé, Café Iguaçu, Cacique, Campinho, Real Café e Cocam). Os principais diferenciais em relação a novos produtores, como México e Vitenã, são: força comercial estabelecida, compromisso de qualidade de fornecimento, entrega e qualidade do produto.

Além da variedade, o Brasil tem todos os tipos de grãos e tecnologias de produção do solúvel. Os maiores mercados do mundo no consumo do produto são Rússia , Estados Unidos, a União Europeia, Japão e Coreia. 

PUBLICIDADE
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Informe sue nome