Nesta segunda-feira, 8 de abril, a Braskem celebra o aniversário de 466 anos da cidade de Santo André (SP). Pioneiro no desenvolvimento da indústria química e petroquímica brasileira, o Complexo Petroquímico do Grande ABC, construído em 1972, contribuiu para o desenvolvimento industrial da região. Hoje, a Braskem opera as unidades Químicos 3, primeira central petroquímica do país, Polietilenos 7 (PE 7) e Polipropileno 4 (PP 4), responsáveis pela produção de resinas termoplásticas. Juntas, as fábricas geram uma das principais arrecadações de impostos do município e mais de quatro mil empregos, entre diretos e indiretos.

Para contribuir com a atividade produtiva do local, afetada pela retração econômica dos últimos anos, a Braskem também anunciou neste ano investimento de R$ 600 milhões na modernização do sistema elétrico, que resultará em maior eficiência na produção e melhoria em indicadores de sustentabilidade na região, além de garantir ainda mais confiabilidade e segurança nas atividades da empresa. O projeto, em parceria com a Siemens, foi apresentado há dois meses para a administração municipal de Santo André.

Assim como a geração de emprego e renda são prioridades da Braskem na região, o desenvolvimento social e a preocupação com o meio ambiente também são compromissos da empresa. Na lista de projetos sociais que fortalecem a comunidade local estão o programa Empreendedoras Braskem, que visa promover a qualificação profissional de moradoras da região, e o Programa Braskem de Educação Ambiental, que capacita alunos da rede pública em temas relacionados à sustentabilidade. A companhia apoia, ainda, cinco projetos sociais via Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, que possibilita às empresas do Estado de São Paulo colaborarem com iniciativas desenvolvidas para a sociedade civil. Apenas em 2018, mais de 7.000 pessoas foram impactadas pelos projetos da empresa na região.

“O nosso desejo é que o município de Santo André evolua assim como a empresa tem evoluído. Estamos investindo cada vez mais no desenvolvimento local e, juntos, podemos contribuir ainda para o crescimento da cidade”, afirma Flávio Chantre, gerente de Relações Institucionais da Braskem.

Letícia Krauss, moradora de Santo André e funcionária da Braskem, hoje atua como analista de planejamento de matérias-primas mas iniciou sua carreira como estagiária na Braskem há menos dois anos, neste mesmo setor, e destaca a importância da petroquímica também ter como prioridade a preocupação com a comunidade local. “Da mesma forma que empresas selecionam os melhores candidatos, nós, jovens, também procuramos por companhias que compartilhem os mesmos valores que os nossos. A preocupação com a responsabilidade social, o fato de ser uma empresa de portas abertas e de oferecer oportunidades para o desenvolvimento de carreira sempre foram características que despertaram meu interesse pela Braskem, desde o período da faculdade”, diz.

A Braskem mantém também um canal de diálogo aberto com a comunidade em que está inserida por meio do Formando Laços, programa que abre as portas da companhia para que interessados conheçam como funciona uma petroquímica. No último ano, 685 pessoas participaram das visitas guiadas, onde são apresentados processos produtivos, tecnologias e políticas de saúde, segurança e meio ambiente. Os interessados em conhecer as unidades industrias da companhia podem fazer a solicitação por meio do site www.braskem.com.br, no menu “Contato”. Recentemente a empresa aderiu ao programa oficial de Turismo Industrial da Prefeitura de Santo André, estando aberta às visitações de estudantes e profissionais que desejam conhecer em detalhes o processo produtivo de uma indústria petroquímica.

PUBLICIDADE
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Informe sue nome