4 dicas para marcas usarem vídeos em campanhas de final de ano

Formatos verticais é uma das opções para maior engajamento.

60

Este ano, as campanhas que marcaram presença pelas redes sociais trouxeram algumas novidades quanto a formatos. Também foi o período em que os algoritmos das principais redes sociais sofreram alterações importantes, mudando bastante o engajamento entre marcas e internautas. O perfil do consumidor também mudou, fazendo todo o mercado a focar ainda mais para os vídeos e conteúdos audiovisuais.

Apesar disso, os canais sociais continuam entre os preferidos das marcas. Segundo levantamento recente da consultoria Deloitte, mídias sociais e portais na internet são os canais mais utilizados pelas empresas em ações de marketing, sendo que 84% delas usam mídias sociais e 69% a internet, na hora de investir em comunicação com seu público-alvo. A estratégia se mantém assertiva ano após ano, já que na edição anterior do estudo, 75% das pessoas já se diziam influenciadas por mídias sociais.

Para a Broders, produtora audiovisual voltada para o mercado digital, a relação entre as marcas anunciantes com o uso de vídeos tem se transformado. “Percebemos que as marcas têm dado mais atenção para essa linguagem, inclusive. E com isso, temos visto o audiovisual ganhando uma nova roupagem, uma nova fase. 2018 foi o ano dos vídeos verticais, mas também de um interessante avanço de como as marcas têm pensado o branded content audiovisual. Com certeza, isso deve crescer ainda mais em 2019”, explica Rodrigo Furlan, produtor executivo da Broders.

Para um uso mais assertivo dos vídeos em campanhas de fim de ano, a Broders lista quatro pontos que merecem atenção. Veja a lista abaixo:

Utilize formatos verticais

Mais de 500 milhões de contas do Instagram estão ativas em todo o mundo e 80% delas seguem, pelo menos, uma empresa. As marcas têm, nesse canal, a possibilidade de se conectarem no dia a dia de seus clientes, de forma simples e rápida. Entre alguns conteúdos estratégicos estão as informações sobre novos serviços, além de pequenos tutoriais de produtos e divulgações de campanhas promocionais. Mas vale produzir tudo isso em vídeos verticais.

Faça produções simples

Só o Youtube reúne um bilhão de horas assistidas por dia, com mais de 70% de seu tempo de exibição vindo de dispositivos móveis. Boa parte desses conteúdos são criados através de produções simples e sem tanto investimento em cenário. Muitos destes vídeos também vêm de influenciadores digitais, que também ganham a simpatia da audiência e das marcas.

Mensagem assertiva e linguagem descontraída

Vale também apresentar sua empresa ou serviço de forma real ou o mais aproximado possível da realidade. Uma linguagem clara e transparente consegue impactar muito mais os usuários e, com isso, aumentar a interação e o engajamento de forma orgânica.

Escolha o formato ideal para seu conteúdo

Para além de tutoriais, depoimentos, lives, webséries, pílulas ou GIF’s, é preciso entender qual mensagem principal que se deseja transmitir. Com este foco bem claro, fica mais fácil entender qual o melhor formato para transmitir o conteúdo. Caso a marca opte por anunciar um novo produto, talvez um tutorial bem explicativo deixa tudo mais interessante e atrativo. Agora, se o objetivo é vender uma experiência diferenciada, por exemplo, webséries com depoimentos de quem já provou o serviço, vai soar mais apelativo.

Sobre a Broders (http://broders.tv/)

Criada em 2017, a Broders é uma produtora de conteúdo audiovisual voltada ao mercado digital, e que trabalha com o conceito de inteligência criativa – premissa de trabalho baseada na adaptação e personalização de cada projeto. Fundada por André Almeida, Bruno Pedroza e Cassius Cordeiro, a Broders aposta em novos formatos, como branded content digital, live streaming e realidade virtual.

PUBLICIDADE