No ano da corrida dos unicórnios, Digital House forma 700 profissionais na área de tecnologia

Expectativa para 2019 é triplicar o número de talentos prontos para o setor; gigantes de tecnologia já buscaram talentos na instituição.

21

É fato que 2018 foi o ano das startups no Brasil, e com tanto crescimento, estas empresas começaram a buscar profissionais qualificados para desenvolverem suas tecnologias. Em meio a este cenário, a Digital House – hub de educação para a formação de profissionais de alta performance para o mercado digital – conseguiu formar mais de 700 pessoas em menos de 9 meses. Para 2019 a previsão é triplicar este número e oferecer ainda mais talentos para esse universo.

Atualmente, existe um gap no setor: com cerca de 200 mil vagas abertas na área de tecnologia no Brasil (Consultoria IDC), não há mão de obra qualificada disponível para suprir essa demanda. De acordo com Carlos Alberto Júlio, CEO da Digital House, o objetivo da instituição é formar profissionais qualificados de acordo com as atuais exigências do mercado. “Sabemos que o setor de tecnologia está aquecido e em busca de pessoal qualificado. Por isso, buscamos oferecer uma formação rápida e completa: aqui, os professores, além de ensinarem habilidades técnicas, são verdadeiros mentores dos alunos. Isso ajuda no aprendizado e na formação de um perfil empreendedor, uma das características mais valorizadas pelas empresas atualmente”, aponta o executivo.

No ano passado, a Digital House formou 32 turmas em 11 cursos diferentes: Desenvolvimento Web Full Stack, Desenvolvimento Mobile Android, Marketing Digital, Data Science, Data Analytics, Gestão de Negócios Digitais, Experiência do Usuário (UX), Digital Marketing Immersion, Digital Immersion Program, Digital Talent Program, E-commerce. Em 2019 a escola espera aumentar de 32 para 95 turmas, oferecendo três cursos novos: Marketing Digital Avançado, Desenvolvimento Mobile iOS e Digital Analytics Immersion.

Com início das operações em abril, grandes empresas de tecnologia, como a Movile, que atualmente está com 600 vagas abertas, já buscaram profissionais na Digital House. De acordo com balanço realizado pela instituição, até o momento 93% dos alunos formados atingiram seus objetivos de carreira, como mudar de área, conseguir um emprego ou mesmo começar a empreender. Para este ano, a expectativa é de que a escola forme mais de 2.500 alunos.

A Digital House acredita em uma formação ágil, uma vez que o mercado digital segue um ritmo acelerado e de constante transformação. Por isso, adota uma metodologia de ensino própria baseada em quatro pilares: “Aprender fazendo”, “Aprender as bases”, “Aprender com os outros” e “Aprender a Aprender”. As aulas são ministradas por grandes nomes do mercado, com um sistema pedagógico que privilegia a prática e combina conhecimento técnico e soft skills. Além disso, a instituição conta com o modelo de professores mentores, com um acompanhamento lado a lado dos alunos para que consigam se desenvolver ao máximo e trilhar a carreira que almejam.

No campus, o aluno também participa de eventos gratuitos e faz networking em uma comunidade que inclui docentes, especialistas e empresas. Segundo levantamento da Digital House, em 2018 foram realizados 483 eventos, todos gratuitos, pelos quais passaram cerca de 19.095 pessoas.

Em 2019, a Digital House passa a oferecer uma nova modalidade de ensino, desta vez semipresencial, indicada para quem tem a rotina corrida, mas não quer perder os benefícios das aulas presenciais com o professor. A ideia é equilibrar aulas presenciais e à distância, por meio de webinars, vídeos e exercícios online.

Sobre a Digital House

PUBLICIDADE