Facebook é a principal fonte de publicidade de apps, Google se destaca em não-jogos e Twitter aumenta sua força para os apps de compras

Aumentando a cada edição o alcance da pesquisa, AppsFlyer avaliou mais de 370 Ad Networks, 20 bilhões de instalações de apps e 39 bilhões de aplicativos abertos.

22

A AppsFlyer, empresa líder global de atribuição e análise mobile em tempo real divulgou os resultados da nova edição do “Performance Index”, seu estudo que levanta as melhores fontes de mídias de publicidade para aquisição de usuários de aplicativos. Em um mercado cada vez maior e mais competitivo, com milhões de apps disponíveis nas lojas, a atribuição de resultados de publicidade torna-se ferramenta fundamental para decisões inteligentes na hora de investir em inventário mobile. Afinal, de onde vêm os melhores resultados de downloads de qualidade dos apps? Saber essa resposta é possível e o Performance Index oferece boa ajuda nisso.

Aumentando a cada edição o alcance da pesquisa, AppsFlyer avaliou mais de 370 Ad Networks, 20 bilhões de instalações de apps e 39 bilhões de aplicativos abertos. A avaliação é referente ao segundo semestre de 2018. A AppsFlyer possui ferramentas de filtragem de atribuições fraudulentas, então não entraram no estudo fontes de mídia que não atingiram uma rigorosa linha de corte.

O estudo analisou fontes de mídia na América do Norte, América Latina, Ásia, Europa e, pela primeira vez África e Oriente Médio, demonstrando o crescimento das regiões. As categorias pesquisadas incluíram Compras, Serviços Públicos, Estilo de Vida e Cultura; e Games, segmentados em aplicativos Casual, Midcore & Strategy e Social Casino.

Estas são as principais conclusões do relatório:

Facebook ainda é a rede número 1 para aplicativos móveis, enquanto o Google se destaca em aplicativos de não jogos. Continuando seu sucesso em sustentar a demanda por jogos pelos usuários, o Facebook manteve sua posição como a melhor rede para aplicativos móveis, impulsionada justamente pelo seu desempenho em jogos. Enquanto isso, o Google viu mais crescimento em aplicativos que não são de jogos em comparação com o gigante das redes sociais, provavelmente um reflexo de seu modelo de intenção de pesquisa.

A participação do Google em retargeting aumenta. 190% é o salto na participação das buscas pelo redirecionamento de aplicativos, marcando um desempenho impressionante para o Google. Facebook manteve sua posição de número 1 desta métrica.

Twitter funciona especialmente bem na América Latina para aplicativos de compras. Essa rede social ocupa o terceiro lugar na categoria “Compras”, superando todas as outras regiões pesquisadas pelo relatório, mesmo a média global.

A fraude ainda é persistente. Chegando a 30% em todo o mundo, as instalações de aplicações fraudulentas continuam altas, afetando algumas classificações e salientando a magnitude da ameaça aos orçamentos de marketing e tomada de decisões com base em dados contaminados.

O modelo de afiliação na distribuição de publicidade sentiu o baque das fraudes. Em meio à crescente atenção dada à fraude – o que é um ponto positivo pois é preciso parar de pagar por instalações fraudulentas – o segundo semestre de 2018 atingiu em cheio o modelo de afiliados, que mostra queda de 12% nas instalações de apps por campanhas. Enquanto as instalações em geral aumentaram 32%.

AppLovin é poderoso para os jogos, enquanto o ironSource tem um impulso sustentado. A AppLovin consolidou sua posição número 3 no ranking de jogos atrás de Facebook e Google, tendo feito progressos significativos nos últimos dois anos em sua fatia das instalações de aplicativos de jogos. Quando se trata de impulsionar a instalação desses aplicativos, a IronSource quase dobrou sua participação no mercado, superando a Unity Ads com a quarta maior fatia do mercado. Dito isso, o Unity Ads ficou em 4º lugar no ranking “Universal Power” na categoria geral de jogos, comparado ao quinto lugar na ironSource.

Grandes flutuações no ranking do ROI. Entre as redes onde foram observadas as maiores mudanças é o Snap, que subiu para o quarto lugar vindo da nona posição no ranking de não-jogos, enquanto diminuiu do primeiro para 12º em jogos casuais. Também CrossInstall, que caiu do primeiro para o sexto em jogos universais; e Vungle, que disparou do 12º para o quinto lugar nos jogos universais.

“A última edição do Índice de Desempenho de AppsFlyer reflete o nosso compromisso inabalável para ser a principal fonte de inteligência e informações práticas para oos apps em um mercado em constante evolução” diz Daniel Junowicz, diretor da AppsFlyer para América Latina. “À medida em que as campanhas de marketing se tornam mais dinâmicas, complexas e transcendem as várias plataformas de mídia, os profissionais dessas áreas buscam maneiras de envolver o público em uma ampla gama de fontes, regiões e canais de mídia para gerar mensagens relevantes, e para conectar os pontos através da jornada do usuário. O Index reflete as constantes mudanças no cenário da mídia e complementa a nossa posição única como o recurso fundamental para marcas que navegam no ecossistema móvel”

Para acessar a versão completa do mais recente Índice de Desempenho da AppsFlyer em Português visite: http://www.appsflyer.com/br/index

PUBLICIDADE
COMPARTILHAR