Copa do Mundo de futebol feminino é a oportunidade para endomarketing

44

Um importante acontecimento esportivo será realizado de 7 junho a 7 julho deste ano, na França. Será a Copa do Mundo de futebol feminino e, atenção rh e endomarketing, a competição pode acarretar uma série de atividades de endomarketing esportivo para seus colaboradores.

E o mundo das empresas direcionaram suas atenções para o tema após o Grupo Boticário informar que proporcionará aos seus funcionários a liberação para assistirem os jogo das meninas do Brasil. Pois é, ainda dá tempo de planejar algo. E um “mundo” de experiências se abre para o endomarketing. 

A primeira ação legal é criar um bolão. Isso vai motivar os colaboradores a entenderem mais sobre o futebol feminino, torcer pela nossa seleção e criar um clima especial nos dias de jogos do Brasil.

Outra dica de atividade é a ambientação para transmissão dos jogos. Um ponto importante da Copa do Mundo de futebol feminino é que pela primeira vez o principal canal de tv aberta do Brasil irá transmitir, ao vivo, os jogos da Seleção. Então, é possível criar um espaço com transmissão do jogo com a famosa pipoquinha, telão e um ambiente com os colaboradores vestidos com a camisa verde e amarela.

Algumas atividades fora do ambiente de trabalho também podem ser criadas. Que tal promover um dia de futebol, com um formato campeonato, para as mulheres da empresa? Trata-se de uma ação que terá impacto positivo, pois proporcionará para as participantes um dia como jogadora profissional, com uniforme personalizado, fotos dos jogos e até mesmo vídeo das partidas.

Interessante neste tipo de atividade é que o pós-evento ganha força com o uso das imagens na comunicação interna para apresentar à empresa as participantes, a motivação, o trabalho em equipe e a experiência promovida.

Também é possível criar atividades pontuais no ambiente de trabalho. Um campeonato de vídeo-game, por exemplo, proporciona emoção aos colaboradores. O mais legal é que o principal jogo de futebol virtual já tem as seleções femininas com opção de jogo. Assim, dá para criar uma Copa do Mundo feminina com os participantes jogando com as atletas de todas as seleções.

Importante ressaltar que cada ação vai ampliar as questões de igualdade e apresentar para todos que podemos torcer pelas nossas meninas da mesma forma que torcemos pelos nossos jogadores no ano passado, na Rússia.

Raony Pacheco é diretor da RP2 Sport Marketing, empresa especializada em ações de marketing e eventos esportivos para empresas, clubes e atletas. A RP2 Sport Marketing é uma empresa do grupo PressTexto Comunicação. Email –raony@rp2sportmkt.com.br

PUBLICIDADE