As empresas em estágio inicial, as startups, há muito já demonstraram a sua capacidade de trazer inovação para diversos segmentos da sociedade – seja para outras empresas, como para a população em geral. E é nesse ponto que muitas apostam para também apresentar soluções na esfera governamental. Criar tecnologias para resolver problemas de áreas estratégicas, reduzir burocracia e custo, além de melhorar processos e a relação entre governantes e cidadãos, têm sido os objetivos de muitos empreendedores.

Conhecido como Business to Governement (B2G), muitas empresas iniciantes estão apostando nesse modelo para gerar negócios na esfera pública. Embora ainda seja uma prática pouco utilizada, cada vez mais as startups estão buscando o seu espaço para levar as suas inovações para o setor público. Listamos abaixo cinco startups que estão seguindo este caminho. Veja:

1Doc
Aumentar a transparência e gerar redução de custos nas gestões municipais. Esse é o objetivo da 1Doc. A startup de Santa Catarina desenvolveu uma plataforma em nuvem de comunicação, atendimento e gestão documental. A solução aumenta a eficiência nos trâmites internos entre as Secretarias do Poder Executivo Municipal. Com mecanismos que visam à economia de recursos financeiros, materiais e humanos, promove-se a celeridade dos atos administrativos e permite transparência e acesso à informação para todos os cidadãos. Desta forma, é possível oferecer resposta aos pedidos e requerimentos, nos prazos estabelecidos em lei, via internet. Cerca de 50 munícipios brasileiros já utilizam a solução na gestão municipal.

4MTI
Levar informação para o gestor público por meio da tecnologia. Essa é a missão da 4MTI. A startup de Minas Gerais criou uma solução que utiliza de tecnologia big data para centralizar todas as informações em uma única plataforma. Com isso, gestores de todas as esferas de governo conseguem ter uma visão geral da informação solicitada a partir de relatórios instantâneos e intuitivos. O Ministério Público de Minas Gerais é um dos órgãos que utiliza da solução da startup.

CityTech
Usar tecnologias e ferramentas de ponta para construir cidades mais inteligentes e cognitivas. Esse é o principal objetivo da CityTech. A startup oferece soluções digitais para ajudar empreendedores, governos locais, empresas, universidades e a sociedade civil a construir cidades mais inteligentes. A partir da sua solução, baseada em inteligência artificial, gestores e equipes de governos, em todos os níveis, podem acessar informações, pontos de vista, tendências e temas prioritários sobre o que as pessoas estão falando sobre uma determinada cidade na Internet.

Boostr
Auxiliar gestores públicos que desejam aumentar a eficiência da máquina pública e obter maior transparência ao reduzir perdas de arrecadação e ao identificar novas oportunidades de ganhos de eficiência. É com essa pegada que a Boostr busca levar inovação ao setor público. A startup utiliza de big data e inteligência artificial para processar e analisar grandes volumes de dados digitais de pessoas e empresas, transformando em inteligência. Desta maneira, busca-se resolver problemas de gestão e comunicação, especialmente na organização das informações da máquina pública.

WeGov
Estimular ações inovadoras no setor público por meio de métodos e ferramentas específicas. Esse é o foco da WeGov. A startup trabalha em parceria com servidores públicos para difundir métodos e ferramentas que os auxiliem a encontrar e implementar soluções inovadoras para problemas ou desafios enfrentados em suas instituições. O trabalho da WeGov é caminhar lado a lado com servidores e gestores públicos na busca de caminhos mais promissores e eficientes para a prestação do serviço público.

Crédito Foto Destaque: http://www.freepik.com | Designed by Freepik

PUBLICIDADE
COMPARTILHAR